Como Fazer os Diferentes Pontos de Calda de Açúcar

Veja o preparo de caldas de açúcar das mais ralas às bem encorpadas, para diversas receitas

publicado em: 24/03/2017
  • Ponto de fio fino ou rala

    Dissolver o açúcar com a água, e levar ao fogo médio para ferver, sem mexer para não açucarar.



  • Ponto de fio forte

    Usada para fazer marshmallow e xaropes. Ao puxar com o garfo, dever formar um fio fino que acompanha o movimento do garfo. Ao pingar na água, o fio deve dissolver no mesmo instante.



    Usada em geleias, recheios ou torrones. Ao puxar com o garfo, dever formar um fio fino grosso que demora a escorrer. Ao pingar na água, o fio demora a dissolver.

  • Ponto de bala mole

    Usada como base de balas, rapaduras e doces pastosos.

    Ao mexer rapidamente na panela, dá para ver o fundo da panela. Ao pingar na água, formam bolinhas, que vão dissolvendo aos poucos.

    Se retirar as bolinhas dá água, elas não mantêm a forma (são moldáveis).



  • Ponto de bala dura

    Usada para fazer casquinhas crocantes em doces, como a bala de coco, por exemplo.

    As bolhas de açúcar tornam-se menores e estouram rápido. Ao pingar na água, a consistência está bem viscosa e a calda solidifica no mesmo instante. Ao retirar a bolinha da água, a mesma permanece firme.

  • Ponto de caramelo

    Usada para acompanhar sorvetes e doces, ou como base para creme e pavê. A cor já está caramelo e com cheiro bem característico. Ao pingar na água, a calda solidifica na hora.

  • Ponto vidrada

    Usada para fazer doces caramelizados e maçã do amor. A cor é um caramelo bem escuro. Ao pingar na água é possível ouvir o barulho de vidro quebrando.

  • Calda caramelada (calda de Pudim)

    Derreter o açúcar até ficar dourado. Adicionar água fervente e mexer até dissolver os torrões.