Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Pitaya: descubra tudo sobre a fruta do dragão!

Suculenta, saborosa e a cada dia vem ganhando a preferência dos brasileiros, muito prazer eu sou a pitaya! Neste artigo, você vai descobrir tudo sobre essa fruta cheia de sabor e nutrientes.

Faça o QUIZ “Que Pitaya representa seu eu interior?”


Quem é a tal da Pitaya?

Pitaya, pitaia ou fruta do dragão, tem origem americana e vem deslumbrando o mundo com seu sabor e aparência exótica! Quem nunca viu na feira ou supermercado essas frutas coloridas que dão água na boca só de ver? Apesar do exterior folhudo e seco, seu interior abriga uma polpa saborosa e nutritiva, por isso, vale a pena saber mais sobre essa fruta.

Nativa da américa central, suas escamas que originam o nome da fruta saltam os olhos de quem vê, logo, com a exploração do cacto que gera a pitaya, rapidamente a espécie se espalhou por vários países como a China, Israel e até mesmo aqui no Brasil! Especialmente no Nordeste, onde, pelo seu clima quente e grandes áreas cultiváveis, já é a principal região produtora de Pitaya no país!

Com a popularização da fruta no Brasil, pequenos, médios e grandes agricultores viram a oportunidade no cultivo dessa planta que, apesar de não ser mais uma novidade na gôndola, segue cativando milhões de brasileiros pelo seu sabor incrível e múltiplos benefícios.

Mas, você realmente sabe tudo que a pitaya pode fornecer para seu organismo? A seguir você descobrirá mais detalhes sobre a fruta-dragão!


Espécies de pitaya e seus benefícios

Exterior rosa com escamas e interior suculento pontilhado por sementes, se você acha que só há um tipo de pitaya, pense duas vezes, pois já são reconhecidas 25 espécies diferentes da fruta pelo mundo!

No entanto, para facilitar sua escolha na hora de adquirir algumas para experimentar, aqui no Brasil as principais espécies são: pitaya-branca, pitaya-vermelha e pitaya-amarela.

Mas, além de serem todas deliciosas, qual a diferença entre cada uma delas?

Espécie Característica Benefícios
Pitaya-branca Exterior rosa, interior branco Antioxidantes (flavonoides)
Pitaya-vermelha Exterior e interior vermelho Licopeno, combate envelhecimento e doenças do coração.
Pitaya-amarela Exterior amarelo, interior branco Antioxidantes (flavonoides)

Somado a esses benefícios, as três espécies também compartilham nutrientes poderosos que a tornam a pitaya uma excelente candidata para você incluir nas suas compras, são eles:

  • Fortalece seu sistema imune através da vitamina C.
  • Combate o colesterol ruim e diminui os riscos de doenças cardiovasculares.
  • É um aliado contra a diabetes, por seu baixo teor de açúcar.
  • Emagrecimento, através da sensação de saciedade e inibição do apetite.
  • Combate a anemia e fortalece os ossos através de vitaminas do complexo B, C e E, além de sais minerais como ferro e fósforo.
  • E auxilia até no bom funcionamento do intestino!

Incrível, não é mesmo? Mas a principal função que tornou a pitaya um sucesso na internet é sua ação termogênica!


Pitaya: um termogênico natural!

Esse é um assunto que merece destaque quando falamos os porquês para você incluir a pitaya na sua alimentação!

Primeiro, você sabe o que é a ação termogênica?

Ela nada mais é do que um estímulo ao metabolismo, ajudando a queimar as gordurinhas e reduzindo seu apetite! Tudo isso ocorre ao consumir a pitaya através da substância tiramina, que ao ser ingerida ativa o hormônio glucagon, induzindo o corpo a utilizar suas reservas de açúcares e gorduras, transformando-as em energia.

Interessante, não é mesmo? A pitaya é saborosa, nutritiva e ainda ajuda a manter o equilíbrio na alimentação!

Mas, se acalme! Não vai ser comendo pitaya no café, almoço e jantar que você encontrará o santo-graal da alimentação, sempre procure um nutricionista para alcançar seus objetivos e bem-estar corporal.


Valores nutricionais da pitaya!

Falando em nutrição, se você é o(a) louco(a) das tabelinhas nutricionais, nós trouxemos um comparativo entre os dois principais tipos de pitaya disponíveis no supermercado: a pitaya-branca e a pitaya-vermelha!

Valores nutricionais 100g (Pitaya-branca e Pitaya-Vermelha)
Variáveis Pitaya-branca Pitaya-vermelha
Energia (Kcal) 48,01 calorias 44,87 calorias
Proteínas 0,87g 1,06g
Glicídios 10,05g 9,36g
Fibras Totais 2,14g 3,26g

Fonte: Laboratório de Bioquímica da Nutricional, Departamento de Ciência dos Alimentos, Universidade Federal de Lavras (2012)


Qual a melhor forma de comer a pitaya?

Resta agora a dúvida, qual a melhor maneira de ingerir a pitaya? Indiferente se você dá preferência para rosa, vermelha ou branca, são todas uma delícia! Além de extremamente versáteis, com a pitaya você pode preparar:

  • Sucos naturais
  • Sorvetes
  • Cremes
  • Gelatinas
  • Mousses
  • Smoothies
  • Chás (da casca da pitaya)
  • Saladas de frutas e agridoces

E claro, você pode simplesmente descascar sua fruta cuidadosamente (atenção com os espinhos) e desfrutar toda suculência da fruta do dragão!


 

É hora das compras! Como escolher a pitaya perfeita?

Pitaya: pitaya perfeita

Você está decidido(a) a adicionar a pitaya na sua alimentação? Então você precisa aprender a distinguir as melhores frutas para preparar uma sobremesa ou café da manhã delicioso. Para isso, temos 3 dicas infalíveis:

1. Há sinal de coloração verde?

Se a pitaya tiver traços ou for completamente verde, não está suficientemente madura!

2. As pontas das folhas estão murchas?

Então é sinal que está boa! Não se engane com as pitayas muito coloridas e de pontas perfeitas.

3. Tem sinal de amarelamento ou líquidos?

Escolha outra, esta pitaya passou (e muito) do ponto ideal para consumo.

Se você seguiu essas dicas e já adquiriu suas pitayas, não demore muito para comê-las! Você pode armazená-la por no máximo três dias no refrigerador ou congelar sua polpa por até três meses.


Pitaya em casa? Sim, você pode!

E para quem não dispensa uma hortinha em qualquer canto verde da casa, saiba que você pode cultivá-las até mesmo em um vaso.

Já avisamos que não é uma planta dócil e requer atenção e cuidado como qualquer outra, especialmente com podas! Uma pitaya tende a ficar gigantesca se você não tomar cuidado.

Primeiro, você precisará de um local de meia-sombra, a pitaya gosta de ficar à sombra de outras árvores, mas também é fã de um solzinho, portanto reserve um local que a maior parte do dia tenha sombra, mas ocorra incidência de sol em algum período!


Definido o local, você precisará de:

  • Vaso de tamanho grande;
  • Argila expandida;
  • Terra adubada;
  • Manta de bidim;
  • Suporte de madeira para sustentar sua mudinha;
  • E claro, uma muda de pitaya!

Passo a passo:

  • Após adquirir esses itens, basta adicionar a argila ao fundo seguida pela manta e a terra, as três juntas irão simular um terreno natural!
  • Depois disso, insira o suporte de madeira, e amarre a muda cobrindo-a com cerca de 5 cm de terra e estará pronto.

Simples, não é mesmo? Mas cuidado na hora da rega, sua pitaya não bebe 2 litros por dia como você, pelo contrário, a pitaya é da família dos cactos, portanto, é importante regá-la com parcimônia, em torno de 2 vezes por semana.

Com todas essas informações não há desculpas para não incluir a pitaya na sua casa! Seja cuidando de uma com carinho ou adquirindo a sua no supermercado, o importante é ter a experiência de saborear esse fruto belíssimo e saboroso!

Ah! E se quiser mais informações sobre outras frutas, legumes e verduras que pode adquirir em suas compras, acesse nosso Blog Receitas Nestlé ! Toda semana temos novidades deliciosas para sua alimentação e bem-estar.

Perguntas frequentes

  • Para que serve a Pitaya?

    A pitaya é uma fruta de origem americana da família dos cactos, ela pode ser utilizada no preparo de: sucos, cremes, sorvetes, saladas, gelatinas, smoothies, mousses e entre outros!

  • Qual é o sabor da Pitaya?

    O sabor da pitaya é de um adocicado muito suave. As espécies amarelas, brancas e vermelhas têm diferença na intensidade de doçura, sendo a última a favorita em sobremesas!

  • Quantas Pitayas posso comer no dia?

    É recomendado consumir no máximo 100g por dia de pitaya ou meia pitaya ao dia.

  • Como comer Pitaya?

    Você pode prepará-la como sobremesa ou café da manhã junto de outros ingredientes, mas se preferir ingeri-la pura, basta descascá-la cuidadosamente e consumir sua polpa!

  • Por que a Pitaya é uma fruta cara?

    Sim, o quilo da pitaya pode sair bem salgado no bolso, cerca de R$50 a R$80 dependendo da região, seu alto valor nos mercados está relacionado a alta procura e escassez de produção devido às dificuldades no plantio.

  • O que fazer com a casca da Pitaya?

    Se você quer aproveitar sua fruta ao máximo, pode utilizar as cascas da pitaya para preparar um delicioso chá! Alguns dos benefícios são comuns aos encontrados na sua polpa: melhora na imunidade, ação antioxidante, tratamento da diabetes e muito mais!


Fontes:

https://revistagloborural.globo.com/vida-na-fazenda/como-plantar/noticia/2019/12/como-plantar-pitaia.html

https://www.minhavida.com.br/amp/alimentacao/tudo-sobre/32337-pitaya

https://www.conquistesuavida.com.br/noticia/os-tipos-de-pitaya-e-as-suas-diferencas_a11887/

https://www.tuasaude.com/beneficios-da-pitaya/

http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-98552012000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

https://pt.wikihow.com/Dizer-se-uma-Pitaia-está-Madura

https://namu.com.br/portal/alimentacao/funcionais/pitaya-saiba-tudo-sobre-essa-delicia/

http://verdeetudo.blogspot.com/2013/03/como-plantar-pe-de-pitaya-no-vaso.html

pixel

Quer baixar ebooks exclusivos com deliciosas receitas?