Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Dia do Pudim: saiba tudo sobre a sobremesa que é paixão nacional

O Dia do Pudim é comemorado em 22 de Maio. Aprenda a história, curiosidades, receitas e dicas desse doce tão saboroso

Seja de leite, de coco ou até de pão, uma das sobremesas que mais tem ligação com brasileiro é o pudim. Apesar de alguns indícios apontarem Portugal como seu berço, o pudim é um dos orgulhos e paixões nacionais. E é claro que este doce merecia um dia só dele: no dia 22 de Maio se comemora o Dia Nacional do Pudim e nós preparamos esse artigo com tudo que você precisa saber sobre essa delícia. Além disso, ainda daremos 20 opções de receitas incríveis para você preparar em casa. Vem com a gente!


Dia do Pudim: Origem e curiosidades

Se por um lado é praticamente incontestável o quão delicioso um pudim pode ser, em relação à sua origem, há várias dúvidas. Os portugueses afirmam ser os criadores do pudim, no século XVI, porém há controvérsias, pois historiadores afirmam que não tem como saber exatamente onde e nem quando esse doce foi inventado.

Outra história conta que o pudim foi inventado por um abade português (cargo religioso acima do monge). Os relatos dão conta de que ele não divulgava a sua receita secreta para ninguém que ousasse perguntar. Com o sucesso do doce entre a população, ele pensou em fazer uma competição com outros confeiteiros, para ver se algum deles conseguia fazer o pudim perfeitamente.

No fim das contas, ninguém conseguiu fazer a receita exatamente igual, porém já tinham uma ideia de como chegar a algo relativamente próximo. A receita original só foi revelada após a morte do abade, quando seu caderno de receitas foi encontrado. Bem, se é lenda ou não, dificilmente saberemos.

A primeira vez que se tem registro de uma receita de pudim no Brasil, foi no “O Cozinheiro Imperial”, primeiro livro de cozinha editado no País, de 1840. A receita era de pudim de nata. Porém, a forma atual da receita é preparada com leite condensado (mais à frente falaremos especificamente dele).


Dia do Pudim: 22 de Maio

O Dia Nacional do Pudim é comemorado em 22 de Maio. Porém, não há registros de quando, nem do porquê de a data ter sido criada. Em outros países, como nos Estados Unidos (que tem praticamente um dia para tudo), a iguaria também tem seu valor – como no dia 12/02, quando é celebrado o Dia Nacional do Pudim de Ameixa. Mais específico impossível, não?


Pudim e o Leite Moça

Tá bom, a gente pode até aceitar que o pudim nasceu em Portugal. Mas o Pudim de Leite Moça, esse não! Esse é nosso e ninguém tira. Talvez esse seja o tipo mais tradicional de pudim em solo brasileiro – e, cá entre nós, é uma delícia. Mas você sabia que a Nestlé tem grande participação nisso?

Inventado na Suíça em 1850 por Gail Borden, o leite condensado foi primeiro utilizado como ração militar na guerra Civil Americana. Prevendo um sucesso parecido na Europa, Charles Page fundou a Anglo-Swiss Condensed Milk Company em Cham, na Suíça, em 1866. Na época, George Page (irmão de Charles) estava nos Estados Unidos aprendendo o processo de Gail Borden para a produção de leite condensado.

Um ano depois, os irmãos Pages abriram a primeira fábrica de leite condensado da Europa e sua marca Milkmaid começou a sair da linha de produção.

O doce era altamente consumido pela corte portuguesa. Como o nome original (Milkmaid), era de difícil pronúncia, o povo o batizou de Leite Moça. O nome só veio a ser marca 30 anos depois, em 1921, quando foi aberta a primeira fábrica no Brasil.

Hoje, o país é o que mais consome leite condensado no mundo. E o primeiro doce criado com o produto no Brasil foi, justamente, o Pudim de Leite Moça.


20 receitas de pudim incríveis para você comemorar o Dia do Pudim

Dia do Pudim: Pudim de Leite Condensado MOÇA

Dia do Pudim: Mini Pudim de Micro-ondas

Dia do Pudim: Pudim de Doce de Leite

Dia do Pudim: Pudim de Pão de Mel

Dia do Pudim: Pudim de Coco de Colher

Pudim perfeito: dicas infalíveis

Bem, você já está repleto de informações acerca do mundo dos pudins, mas que tal algumas dicas para fazer o pudim perfeito? Será que ele tem que ser com ou sem furinho? E qual melhor momento de desenformar? E como fazer a calda perfeita? Vamos aprender agora mesmo.

Pudim com ou sem furinhos? Bem, você já está repleto de informações acerca do mundo dos pudins, mas que tal algumas dicas para fazer o pudim perfeito? Será que ele tem que ser com ou sem furinho? E qual melhor momento de desenformar? E como fazer a calda perfeita? Vamos aprender agora mesmo.

Já se preferir um pudim lisinho, sem furinhos, o forno precisa estar em temperatura média (180º C), também pelo tempo proposto na receita.

Como desenformar pudim Já para desenformar, o ideal é aquecer rapidamente o fundo da forma para o caramelo ficar levemente mais fluido. Depois disso, passe uma faca sem ponta, ou espátula, em toda a lateral.

Por fim, incline levemente a forma e apoie a faca sobre o pudim, fazendo entrar um pouco de ar. Apoie um prato com bordas altas, vire e retire com cuidado a forma.

Veja também mais dicas de como preparar o pudim perfeito e como preparar uma calda deliciosa.

Não importa qual seja a origem ou a forma como você vai preparar, o pudim é uma delícia e conquistou há muitos anos os lares brasileiros. Se quiser mais receitas de pudins e outros pratos, acesse o Receitas Nestlé – você vai encontrar mais de 4 mil opções de preparos incríveis. Confira!


Perguntas frequentes

  • O pudim é brasileiro?

    Apesar de ser uma sobremesa bastante tradicional nos lares brasileiros, os indícios apontam que o pudim nasceu em Portugal. Mas o Pudim de Leite Moça é genuinamente brasileiro.

  • Como desenformar o pudim?

    Aqueça rapidamente o fundo da forma para o caramelo ficar levemente mais fluido. Depois disso, passe uma faca sem ponta, ou espátula, em toda a lateral. Por fim, incline levemente a forma e apoie a faca sobre o pudim, fazendo entrar um pouco de ar. Apoie um prato com bordas altas, vire e retire com cuidado a forma.

  • Como fazer pudim com ou sem furinhos?

    Se você optar por um pudim com furinhos, o ideal é levar ao forno alto (220º C) pelo tempo proposto na receita. Já se preferir um pudim lisinho, sem furinhos, o forno precisa estar em fogo médio (180º C), também pelo tempo proposto na receita.


Fontes:

http://www.historiadaalimentacao.ufpr.br/noticias/noticias020.html

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/almanaque/pudim-linguica-doce-historia.phtml

https://acervo.estadao.com.br/noticias/acervo,conheca-a-historia-do-leite-condensado,70003595040,0.htm

https://www.nestle.co.nz/media/pressreleases/allpressreleases/condensed-history-page-brothers-anglo-swiss#:~:text=Invented%20by%20Gail%20Borden%20in,lasting%20and%2C%20crucially%2C%20safe.

https://corporativo.nestle.com.br/aboutus/history

http://www.restaurantefrutosdaterra.com.br/a-historia-do-pudim/

https://www.guiadoscuriosos.com.br/datas-festas-comemorativas/todo-dia-e-dia-de-alguma-comida-nos-estados-unidos/

pixel

Quer baixar ebooks exclusivos com deliciosas receitas?