Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Guia dos temperos: ervas e especiarias para cozinhar

Uma boa comida precisa de um bom tempero. Neste guia, aprenda os tipos de tempero, como usá-los e dicas de armazenamento

Temperos. As ervas e especiarias são o que dão o sabor em um prato. E comida sem sabor ninguém quer, não é mesmo? Pensando nisso, preparamos um Guia dos Temperos, para que você aprenda qual usar em cada receita, para deixar sua comida ainda mais gostosa.

Seja um orégano ou manjericão em uma simples Pizza Rápida de Frigideira, ou aquele raminho de alecrim para dar um toque especial num simples Mix de Batatas, os temperos fazem toda a diferença. Pegue seu caderninho que agora vamos entrar no mundo mágico dos temperos.


Tipos de temperos

Em um mundo tão extenso, é claro que não podemos generalizar. Os temperos podem ser dos mais variados tipos e, pensando nisso, vamos subdividi-los em 3 categorias. Mas antes disso, você sabe qual é a diferença entre ervas e temperos?

Uma erva é o todo ou uma parte da planta usada para dar sabor aos alimentos. Geralmente são os caules ou folhas mais macios das plantas e podem ser usados inteiros, moídos, frescos ou secos. Um tempero é qualquer substância usada para dar sabor aos alimentos; geralmente, é derivado de uma planta seca, com frequência uma semente, casca ou parte da raiz, sendo normalmente usada moída ou em pó (embora em alguns casos possam ser sementes inteiras).

Viu? Já começamos com uma ótima informação. Agora voltemos aos grupos. Eles são:

  • Ervas secas e especiarias
  • Ervas frescas e especiarias
  • Misturas, fricções e blends de especiarias

Ervas e especiarias secas

Esse tipo de tempero costuma ser mais utilizado em receitas onde há tempo suficiente para cozinhar, pois demoram um pouco para absorver a água e se reidratar. Apenas depois dessa reidratação eles liberam seu óleo essencial e seus compostos de sabor.

Algumas delas – como orégano, tomilho, salsa, alecrim e sálvia – devem ser adicionadas no início do cozimento para que haja tempo de extrair os óleos que permitem que os sabores se desenvolvam totalmente.

Já outras precisam ir mais para o fim, para não ficar um gosto ruim. Se for substituir ervas secas por ervas frescas, você deve começar com cerca de 1/2 da quantidade exigida nas receitas. Se isso não for suficiente, você sempre pode adicionar mais, mas cuidado: é mais difícil salvar um prato com tempero demais do que de menos.

Vamos conhecer alguns desses temperos e aprender receitas para preparar com eles?


Folhas de louro

Guia dos temperos: feijao preto bem temperado

Se fresco, o seu sabor é suave e ligeiramente adstringente, com notas de eucalipto e ligeiras notas florais. Seco, o sabor suaviza e assume notas amadeiradas e florais ou de chá. Encontrada em várias cozinhas como brasileira, indiana, mediterrânea, filipina e do Oriente Médio. O sabor sutil adiciona profundidade aos pratos de peixe, carne e aves e é um ingrediente padrão em molhos, sopas e guisados.


Receitas com Louro


Cardamomo

Guia dos temperos: mil folhas de frutas do bosque e toque de cardamomo

Cardamomo tem um sabor profundo e terroso, com notas cítricas de menta, e notas esfumadas no cardamomo preto. Adequado tanto para receitas doces quanto salgadas, o cardamomo combina bem com outras especiarias como canela, cravo e noz-moscada.

Amplamente utilizado na culinária indiana e do Oriente Médio, é adicionado a caril, bolo de carne, arroz, salsichas e pratos vegetarianos. Também é amplamente utilizado nos países escandinavos, principalmente em produtos de panificação, como pães e tortas. É usada, também, para aromatizar bebidas – de café e chá, até gemada e licor quente.


Receitas com Cardamomo


Canela

Guia dos temperos: bolo facil de maca aveia e canela

A canela pode trazer um sabor adocicado ou mais forte e picante, a depender da região de que veio. Ela é utilizada tanto em pratos doces como salgados em todo o mundo e pode ser usada inteira como palito ou em pó.


Receitas com Canela


Cominho

Guia dos temperos: feijao paraense

Cominho é outra planta nativa do Oriente Médio e da Índia. As sementes secas têm um sabor argiloso e de nozes, com um toque de amargor e frutas cítricas. Inteiro ou moído, o cominho é usado na culinária de várias culturas.


Receitas com cominho


Orégano

Guia dos temperos: frango com queijo e oregano

O orégano é uma erva muito utilizada na culinária grega, italiana, latino-americana, mexicana e espanhola. O orégano é amplamente usado em carnes grelhadas, molhos de tomate, massas, pizzas, vegetais e em marinadas e molhos para salada.


Receitas com orégano


Páprica

Guia dos temperos: filés de frango com molho especial de laranja

Páprica é uma especiaria moída feita geralmente de pimentão, pimentão doce ou tomate, que também pode incluir alguns dos pimentões mais intensos ou pimenta caiena. Os sabores podem variar de suaves e doces a picantes e quentes.

Muito utilizada na culinária húngara, a páprica também é encontrada na culinária do leste europeu, latino-americana, mexicana e tailandesa.


Receitas com páprica


Alecrim

Guia dos temperos: frango em tiras com alecrim

Usadas frescas ou secas, elas têm um forte sabor a ervas, a pinho e um acompanhamento adstringente distinto.

Usado extensivamente na culinária mediterrânea, o alecrim seco complementa peixes, carnes grelhadas, cordeiro, porco, aves, ensopados e vegetais, e é usado em rações secas, ervas de Provence, marinadas e molhos para salada.


Receitas com Alecrim


Açafrão

Guia dos temperos: arroz à piemontesa

O açafrão é uma especiaria nativa da bacia do Mediterrâneo. O açafrão pode ser usado inteiro como “fios” ou moído, oferecendo um sabor floral suave e ligeiramente amargo, e confere uma tonalidade amarela brilhante aos alimentos.


Receitas com Açafrão


Anis estrelado

Guia dos temperos: creme de leite moça e laranja com crosta folhada

O anis estrelado é um fruto seco em forma de estrela.. Ele tem sabor doce, apimentado e semelhante ao de alcaçuz.

Mais econômico do que o anis, o anis estrelado é amplamente utilizado na culinária da China, Índia, Indonésia e Sudeste Asiático para temperar carnes, vegetais de raiz, sopas, guisados e produtos assados como bolos, biscoitos e doces. É também usado para dar sabor ao café, licores, vinho quente e chá com especiarias.


Receitas com Anis Estrelado


Cúrcuma

Guia dos temperos: tajine de cordeiro com cuscuz

Cúrcuma é um tempero nativo das regiões tropicais úmidas do subcontinente indiano e do sudeste da Ásia. Ela é uma prima próxima do gengibre e é usada fresca ou seca. Tem um sabor quente e terroso com notas de gengibre e pimenta, e dá uma tonalidade amarela brilhante a outros alimentos.


Receitas com Cúrcuma


Tomilho

Guia dos temperos: talharim ao alho e óleo com camarões

As folhas podem ser usadas frescas ou secas por seu sabor forte, amadeirado e quase mentolado. Muito usado na culinária francesa, italiana e mediterrânea, o tomilho adiciona um sabor delicado a feijões, ovos, peixes, aves, frutos do mar, sopas, ensopados, caldo, recheio e vegetais.


Receitas com Tomilho


Ervas e especiarias frescas

Já conhecemos as ervas secas, mas cá entre nós, existe algo melhor do que uma erva bem fresquinha no prato?

Ervas delicadas como cebolinha, coentro, manjericão, salsa e hortelã devem ser incluídas pouco antes do final do cozimento, ou adicionadas ao prato pouco antes de ser servido. Já as variedades mais resistentes, como tomilho, alecrim e orégano, podem ser adicionadas nos últimos 15-20 minutos do preparo de uma receita.

Um ponto que você precisa ficar atento é o tempo para consumir. O coentro, o manjericão, o estragão, entre outros, escurecem rapidamente, por isso devem ser usados alguns dias após a compra. As variedades mais resistentes, como sálvia, alecrim e tomilho, permanecem frescas e verdes por uma ou duas semanas, desde que permaneçam secas.

Vamos conhecer algumas variedades de ervas frescas e receitas com essas delícias.


Manjericão

Guia dos temperos: quiche de tomates com manjericão

Tem usos culinários, desde o doce manjericão genovês até variedades tailandesas.

Essa erva é melhor usada fresca, devido à sua fragrância tentadora e sabor picante brilhante – um sabor fresco e verde de anis doce e canela, com notas de cravo nas variedades asiáticas.

Amplamente utilizado nas cozinhas asiática e mediterrânea, o manjericão adiciona seu sabor fresco a macarrão, massa, pesto, saladas, molho para salada, sanduíches, molhos, sopas, batatas fritas e vinagretes, e é melhor quando adicionado a alimentos cozidos no último minuto, para reter o sabor.


Receitas com Manjericão


Cebolinha

Guia dos temperos: frango cremoso com alho poró cenoura e champignon

Planta nativa usada por seu sabor suave de cebola com notas de alho. Popular em várias cozinhas globais, tanto as flores quanto as folhas são comestíveis.

Frescas, as flores e os ramos podem ser cortados em cubos e usados para temperar canapés, manteigas compostas, ovos, peixes, frutos do mar, sanduíches, sopas e vegetais, além de poderem servir como guarnição. É uma delícia.


Receitas com cebolinha


Coentro

Guia dos temperos: baião de dois cremoso

As folhas e caules têm um sabor forte a herbáceo com notas de limão e lima.

Usado na culinária asiática, caribenha, latino-americana e mexicana, o coentro é muito utilizado em chutneys, guacamole, salsa, saladas e sopas, e é melhor usado fresco para manter o sabor máximo. É um ingrediente típico na culinária do Nordeste brasileiro.


Receitas com Coentro


Hortelã

Guia dos temperos: risoto de hortelã e cheiro verde

A hortelã é nativa da Ásia, Austrália, África, Europa e América do Norte. Ela é amplamente utilizada na culinária do Oriente Médio e do Reino Unido para temperar frutas, pratos de cordeiro, geléia de hortelã, molho de hortelã, saladas e vegetais como ervilhas e batatas.

Também é usada para dar sabor a bebidas alcoólicas, chocolate, chá de ervas, sorvete e smoothies.


Receitas com Hortelã


Salsa

Guia dos temperos: canja de galinha completa

Usada por seu sabor limpo, brilhante e herbáceo. Ela é comumente utilizada na culinária européia, do Oriente Médio e da América do Norte.

A salsa de folha plana fresca é usada para dar sabor a manteigas compostas, peixes, massas, pratos de batata, aves, arroz, saladas, molhos para salada, frutos do mar, sopas, guisados, caldos, vegetais e vinagretes. A salsa de folhas encaracoladas é mais comumente usada como um enfeite bonito.


Receitas com Salsa

Existem ainda inúmeras outras ervas frescas que são usadas como tempero, mas essas acima são as mais comuns em nosso país.


Misturas, fricções e blends de especiarias

Aqui, não vamos trazer misturas específicas ou receitas que as utilizam, já que normalmente esse tipo de tempero tem muito da mão do próprio cozinheiro. Uma massala (mistura de temperos muito utilizada na culinária indiana), por exemplo, pode variar bastante de uma cozinha para outra. Mas saiba que essas misturas são sempre bem-vindas.

Além de todos os temperos citados acima, não podemos deixar de lado o bom e velho sal e a nossa querida pimenta. Como você deve saber, há inúmeros tipos de sal e pimenta e, se fossemos falar de cada um aqui, iríamos passar o dia todo e não daríamos conta.

Além disso, também é importante citar os nossos companheiros do dia a dia: o alho e a cebola. Ambos são extremamente úteis e fazem toda diferença para as receitas. Mas como são utilizados praticamente em todos os pratos salgados, não entraremos em detalhes.


Melhores ervas para temperar carnes

Bem, já somos experts em ervas e temperos, mas uma dica a mais não faz mal a ninguém. Então separamos 4 ervas que são mais indicadas para temperar carne vermelha.

  • Manjericão;
  • Alecrim;
  • Tomilho;
  • Salsa.

Experimente receitas que relacionam carne a essas ervas e sinta a diferença no sabor.


Como armazenar os temperos

Primeiro, é importante fazer um inventário de todas as especiarias e ervas, para que você saiba o que tem e quando é hora de jogar fora as coisas antigas. Especiarias e ervas secas não necessariamente "estragam", mas perdem o sabor com o tempo.

Para manter o sabor o máximo possível, armazene especiarias e ervas secas em um local fresco e seco, longe da luz direta – não sobre o fogão, já que todo aquele calor fará com que fiquem suaves mais rapidamente. Mantenha os recipientes fechados quando não estiverem em uso.

As ervas frescas também precisam ser armazenadas de maneira adequada. Você pode mantê-los na geladeira em uma jarra com cerca de 2,5 cm de água. Uma outra maneira de armazenar é congelando as ervas frescas. Aprenda como fazer isso.


Como organizar os temperos na cozinha

Recipientes transparentes com um selo hermético, ajudarão a manter toda a sua coleção fresca, organizada e visível. Reutilizar embalagens de outros produtos também pode ser uma boa ideia – e ainda ajuda o meio ambiente.

Agora sim o guia está completo. Aqui você tem todas as informações que precisa sobre as ervas e temperos. E para aproveitar essas dicas, que tal acessar o site Receitas Nestlé e aproveitar as mais de 4 mil receitas separadas especialmente para você?


Perguntas frequentes

  • Qual a diferença entre ervas e especiarias?

    Uma erva é o todo ou uma parte da planta usada para dar sabor aos alimentos. Geralmente são os caules ou folhas mais macios das plantas e podem ser usados inteiros, moídos, frescos ou secos. Uma especiaria é uma substância usada para dar sabor aos alimentos e é derivada de uma planta seca, geralmente uma semente, casca ou parte da raiz, sendo normalmente moída e em pó; embora em alguns casos possam ser sementes inteiras.

  • Como armazenar ervas frescas?

    Você pode armazená-las em uma garrafa com água na geladeira, ou até mesmo congelá-la para utilizar depois.

  • Quais tipos de ervas e temperos?

    Existem incontáveis ervas e temperos, de todos os tipos. Para facilitar, elas podem ser classificadas em Ervas Secas e Especiarias; Ervas frescas e especiarias; e Misturas, fricções e blends de especiarias.

Fontes:

https://www.frontiercoop.com/community/guides/how-to-store-spices

https://www.oxo.com/blog/cleaning-and-organizing/how-to-store-organize-spices/

https://www.thespruceeats.com/culinary-herbs-for-beef-1761805

https://foodal.com/knowledge/herbs-spices/guide-reference/

pixel

Quer baixar ebooks exclusivos com deliciosas receitas?