Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
pixel
Voltar

Docinhos

Docinhos são tudo de bom, ainda mais com a receita certa em mãos. Além de serem indispensáveis em festas de aniversário, casamentos ou até em outras comemorações, os docinhos têm de tudo para agradar qualquer um que prove. Por isso mesmo separamos deliciosas receitas de docinhos para você arrasar na hora de fazer! Nesta seção você encontra diversas receitas de brigadeiros, beijinhos, cajuzinhos entre muitas outras!

Receitas de Docinhos

Em qualquer comemoração – seja festa de aniversário, casamento, bodas de ouro, noivado, batizado ou chá de bebê – os docinhos servidos ao final são sempre muito esperados. Basta ver o número de mãos que avançam sobre a mesa assim que é permitido o ataque.

E se você, assim como nós, também é apaixonado por docinhos, não deixe de conferir todas as opções de receitas incríveis que selecionamos nesta seção. Mas, antes, que tal descobrir algumas curiosidades e dicas importantes para quando for preparar os seus docinhos? Vem com a gente!


Curiosidades

Até meados da Idade Média, o mundo ocidental praticamente desconhecia o açúcar. Os pratos eram adoçados, geralmente, com mel.

O néctar da cana chegou à Europa por volta do ano 900 d.C., junto a outras especiarias do Oriente, mas era muito caro, o que restringia seu acesso à nobreza.

Com as Grandes Navegações, o cultivo da cana-de-açúcar expandiu-se pelo mundo e o açúcar conquistou seu espaço na gastronomia, principalmente na produção de sobremesas, consumidas ao final da refeição. Portanto, não é à toa que os docinhos ficam para o fim.

Todo país tem o seu doce típico, mas quem saiu na frente com a chegada do açúcar ao seu mercado foi a França, que criou o termo pâtisserie, que pode ser traduzido como confeitaria. Assim, vários docinhos franceses viraram referência no mundo todo, aumentando o glamour das receitas açucaradas.

O Brasil tem em sua pâtisserie influências gastronômicas de vários povos e lugares. O mais típico de nossos docinhos, o brigadeiro, surgiu em 1945, com a candidatura do brigadeiro Eduardo Campos à presidência da república. Para arrecadar fundos para a campanha do seu candidato, a doceira Heloisa Nabuco de Oliveira inventou uma receita com leite condensado, manteiga e chocolate em pó, servida em bolinhas cobertas com chocolate granulado, o tal “docinho do brigadeiro”. Ele não venceu a eleição, mas a iguaria ganhou fama e até se gourmetizou.

Hoje em dia, existem brigadeiros das mais variadas formas, misturados a diversos ingredientes e com sabores e texturas dignas de grandes chefs. Com essa gama de possibilidades, o docinho de patente militar pode ser servido tanto nas mais simples festinhas infantis, quanto nas solenidades mais sofisticadas. Bem acondicionado em uma caixa com fita, vale até como presente!


Tipos de docinhos

Brigadeiros

A partir da base de leite condensado, manteiga e chocolate, dá para criar muitas receitas, inovar nas formas, surpreender nos ingredientes e até mesmo usar o brigadeiro como complemento de outro doce. Confira:

Clássicos

Existem aqueles doces que a gente conhece desde criança e têm um sabor especial, clássicos que reconhecemos em qualquer festa. Quem nunca comeu um desses?

Fáceis

Muitas receitas de docinhos para aniversários e outras festas são fáceis e rápidas de fazer. Dependendo do tempo, dá até para surpreender uma visita que avisa em cima da hora. Veja algumas ideias:

Elaborados

Alguns quitutes necessitam de cuidados especiais e uma produção mais sofisticada, mas as receitas de docinhos gourmet estão aí para ajudar a todos. Encare-as e mostre seu lado patissier:

Bombons

Para essas receitas são necessárias forminhas para montar seus bombons, mas vale a pena: além de ficarem lindos em qualquer mesa de doces, podem virar belos presentes.

Revisitados

Inovar na cozinha a partir de receitas conhecidas também é função de todo grande chef, e na pâtisserie é só pegar uma receita clássica e adicionar novos ingredientes para criar um docinho revisitado.


Dicas especiais e complementares

Você deve conhecer a expressão “comer com os olhos”. Pois é, além do atrativo do açúcar e de ingredientes que dão água na boca - como chocolate, frutas e castanhas -, os docinhos merecem uma boa apresentação ao serem servidos. Pode ser numa bandeja reluzente ou num prato fundo, o que não pode faltar é muito estilo na hora de servi-los.

O açúcar mais utilizado para se fazer doces é o da cana, da beterraba e do coco, e ele se subdivide em vários tipos conforme seu processo de refinamento, variando da forma mais bruta – o mascavo – à mais refinada – o cristal. Também pode ser encontrado na versão light, uma alternativa para quem está fazendo dieta ou possui algum problema de saúde. Todas suas variações podem ser utilizadas em receitas de docinhos, depende só do gosto do confeiteiro.


Perguntas frequentes

Quantos docinhos um convidado come, em média, em uma festa?
O cálculo pode variar de sete a dez unidades por pessoa, e um dos fatores é a variação dos tipos de docinhos servidos. Se houver um só, por exemplo, a tendência é de que cada convidado coma uma dezena deles.

Com quanto tempo de antecedência os docinhos podem ser feitos?
Se for uma grande quantidade, o recomendado é que se faça até dois dias antes. Se for um número menor, o melhor é fazê-los mais próximo do consumo.

O tipo de açúcar interfere no sabor do docinho?
Sim. Conforme o refino do açúcar, seu doce pode ficar com sabor mais ou menos acentuado. Já outros tipos de adoçante, como frutose, stévia e aspartame, interferem bastante no resultado.

Fontes

https://www.aliancafrancesa.com.br/novidades/top-5-doces-mais-amados-da-patisserie-francesa/

https://www.nestle.com.br/proposito/individuos-e-familias/nestle-vidas-mais-saudaveis/calculadora-de-acucar

https://receitas.band.uol.com.br/minha-receita/noticias/como-foi-inventado-o-brigadeiro-conheca-a-historia-do-doce-queridinho-do-brasil-16315467

https://www.daninoce.com.br/gastronomia/sobre-tudo-e-sobre-o-nada/a-historia-da-confeitaria/

https://unitedbrainassociation.org/2020/06/28/how-sugar-affects-the-brain/

https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-alimentar-melhor/tipos-de-acucar-saiba-escolher-o-mais-saudavel